Qual é o conceito de Automação?

A Automação Residencial (domótica) é uma tecnologia desenvolvida recentemente que permite a gestão de todos os recursos habitacionais. “Domótica” é resultado da junção da palavra “domus” (casa) e “robótica” (controle automatizado de algo).

Este último elemento é o responsável por simplificar a vida das pessoas e satisfazer os desejos de comunicação, conforto e segurança. Quando surgiu, nos anos 80, com os primeiros edifícios, o objetivo era controlar a iluminação, as condições climáticas, a segurança e fazer a interligação entre esses elementos.

A ideia permaneceu, a diferença é o contexto que a automação tem sido utilizada. Anteriormente, a automação era desenvolvida para um contexto militar ou exclusivamente industrial. Atualmente, o sistema também foi adotado para o cenário doméstico.

Com a automação residencial, é possível adaptar a temperatura ambiente, a iluminação e o som, distinguindo dos controles normais por ter uma central que comanda tudo. Além disso, você consegue controlar todo o sistema por meio de um dispositivo móvel.

O projeto de automação prevê todos os pontos de comunicação (internet, telefone e televisão), todos os pontos de áudio (som ambiente, home theater), todas as cargas que deverão ser controladas (luzes, cortinas, entre outros), a posição de todos os quadros de controle, lógicos e de automação, a posição de todas as tomadas e da central de aspiração, entre muitos outros itens que são estabelecidos com base na pesquisa de interesses realizada com sua família antes da execução do projeto.

Sobre Automação

A automação residencial utiliza vários elementos de uma forma sistêmica. Aliando as vantagens dos meios eletrônicos aos informáticos, obtém-se a utilização e uma gestão integrada dos diversos equipamentos de uma casa, que tornam a vida mais confortável, mais segura e sem dúvidas mais divertida. Permite que tarefas que tomam tempo e dinheiro sejam executadas automaticamente. Os usuários também podem optar por um manuseamento mais ou menos automático.

Nos sistemas passivos, o elemento reage só quando lhe é transmitida uma ordem dada diretamente pelo utilizador (interruptor) ou por um comando (poderá ser uma ordem ou um conjunto de ordens ou macros).

Ter um “controle remoto para casa” deixa de ser uma utopia e passa a ser uma realidade. A automação permite o acesso às funções vitais da casa, da Internet ou do celular.

Programar tarefas diárias (individuais ou em conjunto) de uma forma automática permite que os moradores, por exemplo, reduzam o tempo gasto em rotinas. Já pensou não ter que sair correndo para o trabalho?

Iluminação

Utilizando os módulos e aparelhos apropriados, é possível gerir os gastos de eletricidade, através das funções de regulação de intensidade. Como isso? juntamente com sensores de movimento e de luz solar, as luzes de um ambiente que se encontre vazio já não ficam acesas sem necessidade. Ou por exemplo, não há o perigo de se machucar quando entra em um ambiente escuro, já que é possível acender as luzes por meio de dispositivo móvel. Quer deixar a casa com aparência de habitada quando estiver fora? Basta programar para acender em determinado horário e em determinadas divisões. Com certeza o consumo de energia se adaptará a presença/ausência, hábitos e horários.

Em uma casa automatizada, basta pressionar um único botão e montar uma cena envolvendo diversas zonas (circuitos) de iluminação, como, por exemplo, uma cena para o jantar, onde as luzes sobre a mesa estão acesas no máximo, as luzes na periferia da sala estão com apenas 10% de sua intensidade e as luzes que ressaltam quadros e esculturas estão com 80%. Outros sistemas e equipamentos podem ser acionados com as cenas de iluminação, tais como o som ambiente, a tela automática, o lift do projetor, as cortinas, os toldos, entre outros.

Climatização

A automação também permite a programação de horários para ativar e desativar equipamentos de aquecimento, ventilação ou o ar condicionado, o que proporciona mais conforto, poupança de energia (funcionamento de acordo com os horários, presença e temperatura exterior) e comodidade (como ligar e desligar mesmo estando fora de casa).

Segurança

A Automação Residencial oferece também segurança. O sistema, que contam com o auxilio de sensores, permite-lhe detectar fugas de gás, inundações, incêndios em fase inicial, cortando imediatamente as entradas e avisando os moradores, profissionais de manutenção e bombeiros.

Por meio do sistema de segurança, os usuários poderão saber quem se encontra nas imediações de sua casa ou escritório e criar programas que desencorajem possíveis intrusos, como a biometria.

Comunicação

Apoiando-se no avanço das novas tecnologias computacionais e de telecomunicações, a automação residencial vem oferecer ainda mais vantagens. Já pensou em estar em férias e não saber que esqueceu alguma luz acesa? Com a automação é possível. O sistema também permite desligar televisões que ficaram acesas, programar cortinas para quando o sol incidir ou acender luzes exteriores quando estiver próximo de casa. A automação vai de encontro a pessoas que necessitam de cuidados especiais, permitindo a sua vigilância, e estes por sua vez, têm um meio à sua disposição para comunicar e interagir com o mundo exterior.

Outra facilidade é a possibilidade de conectar sistemas computacionais em redes sem fios (wireless), adequadas para quando se deseja mobilidade ou para quando as dificuldades para montar uma nova infraestrutura física se apresentam muito grandes ou muito dispendiosas.

Atualmente, por meio de uma única central pode-se controlar com muito mais flexibilidade a distribuição dos sinais de internet (dados), telefone (voz) e TV (imagem), comutando qualquer uma das tomadas de comunicação da casa entre essas três funções. Uma casa automatizada proporciona uma distribuição inteligente dos pontos de comunicação que podem mudar de função de acordo com as necessidades do usuário.

Facebook Comments